Compulsão alimentar

Assim que começou a quarentena, meu nível de ansiedade aumentou. A 1º semana foi bem complicada, mas passado a fase de readaptação da rotina, as coisas foram fluindo melhor.

Tornou hábito sair do quarto para cozinha em busca de algo para comer, sem ter fome. Rapidamente ganhei peso e passei a me sentir menos disposta, desanimada, nervosa, irritada.

Encontrei conteúdo do @drjulianopimentel sobre compulsão alimentar e super me identifiquei. Isso, despertou urgência de mudança.  

Minha 1º atitude foi fazer esse bilhete e colocar na geladeira, com objetivo de chamar-me para reflexão, antes de atacar a geladeira em busca de algo para comer.

O aviso ajudou até certo ponto, pois houve momentos que estava me sentindo tão irritada e entediada, que ignorei algumas vezes meu bilhete.

Foi assim que percebi minha incapacidade de autocontrole. Então, comecei a apresentar essa questão em minhas orações, para Deus ajudar-me a mudar.

Encontrei alguns vídeos no Youtube sobre o pecado da glutonaria, que me fizeram refletir ainda mais sobre a compulsão alimentar.

Graças a Deus consegui mudar esse comportamento e o jejum foi uma das ferramentas que utilizei. No mês passado atingi meu peso normal, voltei a me sentir mais animada e consegui voltar a praticar exercícios, que é uma atividade que gosto muito, mas que não tinha forças para fazer, devido ao aumento de peso e desanimo.

Ontem assisti no canal do youtube da Joyce Meyer, conteúdo sobre disciplina e ela contou o testemunho dela, sobre a dificuldade que tinha de perder peso, seguiu orientações de amigas que emagreceram, mas não funcionou c/ela.

Então, pediu que o Senhor a ajudasse. Ele lhe pediu para comer somente o necessário. Então, sempre que ela ia comer algo, ela ouvia uma voz dizendo “Isso é mesmo necessário? ”. Ela começou a obedecer a voz do Senhor, passou a recusar entradas e sobremesas nos restaurantes e começou a perder peso.

Sempre estaremos lutando contra os desejos de nossa carne. Então, precisamos nos manter atento aos gatilhos que podem influenciar na repetição do comportamento.

Quando aprendemos que somos seres limitados, que dependemos e precisamos da ajuda do Senhor, recorremos a ele e ele em tudo nos ajuda.

Atenção: Se sua situação é grave, procure também ajuda médica.

Links dos conteúdos que contribuíram para minha reflexão: 

Instagram do Dr. Juliano: https://www.instagram.com/drjulianopimentel/
Vídeo que Dr. Juliano aborda o assunto: https://www.youtube.com/watch?v=67slvZ9a1no

Joyce Meyer sobre Disciplina: 
Parte 2: https://www.youtube.com/watch?v=4lfBlm439KI

Dois dedo de teologia sobre gula: https://www.youtube.com/watch?v=AX8LTquKci8

Deus abençoe!

#compulsaoalimentar
#glutonaria
#ansiedade
#saudeemocional
#alimentacaosaudavel
#comida
#gula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s