A palavra de Deus lhe incomoda?

O que você sente, quando ouve uma pessoa pregando ou lê sobre a palavra de Deus?

A jornada de Jesus Cristo não foi nenhum pouco fácil, muitos não suportavam ouvir a verdade e tomados pela ira tentaram matá-lo.

Você se sente irado também?

Eu sentia muita raiva quando minha mãe me chamava para ir na igreja, rispidamente respondia NÃO. A minha raiva era tanta, que na minha cabeça, minha mãe estava me convidando só para me provocar, pois apesar de sempre dizer que não queria ir, ainda assim ela sempre convidava.


Quando alguém se aproximava para falar sobre a palavra de Deus, ensinar determinada passagem da Bíblia, logo me afastava com uma desculpa para não ouvir.

Quando meus pais recebiam visitas dos irmãos e irmãs da igreja e me chamavam para orar, você não faz ideia de como me sentia. Como na casa dos meus pais tem 2 saídas, então fugia escondida para rua e esperava eles irem embora para voltar.


Quando avistava alguém pregando na rua ou no trem, atravessava a rua, procurava me manter o mais longe possível. E me perguntava, será que essa pessoa não percebe que ninguém quer ouvir? Eu não conseguia entender, porque aquelas pessoas dedicavam o seu tempo pregando, sendo ignorados pela maioria. Nunca vi ninguém parar para ouvir, pelo contrário, já vi pessoas chamando os guardas da CPTM para tirar o pregador do trem.


No Orkut e Facebook desfiz amizades, porque não suportava as postagens com versículos da Bíblia, vídeos de pregações. Qualquer coisa relacionada a palavra de Deus me incomodava profundamente. Hoje, me pergunto se as pessoas também se sente incomodadas com minhas postagens.

Entre os meus 17 a 19 anos (desculpe, não lembro com precisão), fui chamada para uma entrevista de emprego e quase no final da entrevista, a moça me perguntou se eu era evangélica e tive que disfarçar para não demonstrar a indignação que estava sentindo, então, respondi que não e porque ela tinha feito aquela pergunta, ela respondeu que tinha uma luz no meu rosto, que ela não sabia como descrever, mas era uma luz diferente, muito bonita. Saí daquela entrevista pensando em como poderia mudar minha aparência para não parecer evangélica.

Assim, comecei a usar maquiagem, cortei os cabelos mais curtos e passei a usar roupas mais insinuantes. Eu não queria de maneira nenhuma parecer crente e me esforcei muito para isso.

  • Por que sentia raiva de ouvir ou ler a palavra de Deus?
  • Por que eu não gostava que minha mãe me chamasse para ir para igreja?
  • Por que eu não queria parecer evangélica?

Porque estava apaixonada pelo mundo, pela liberdade que ele oferece, sem disciplina, sem doutrina, tudo o que quiser na hora que quiser em todo o lugar.

Tudo o que desejava fazer, a palavra de Deus reprovava, minha consciência sempre me alertava que era errado, que desagradava a Deus. E teve coisas que mesmo desejando fazer, acabei não fazendo, porque a consciência pesava demais.

Eu cresci em um lar cristão, frequentei a igreja até os meus 12 anos, tive a oportunidade de aprender com o meu avô Benedito sobre o que era certo e errado, conforme tudo que está escrito na Bíblia Sagrada, então tinha conhecimento de tudo que desagradava a Deus.

E vou lhe dizer, que é muito pior pecar, quando se tem plena consciência de que é errado. A carga é muito maior do que uma pessoa que comete pecado sem saber.

O convite para ir a igreja me incomodava até um certo ponto pelas razões que citei acima, mas depois que me entreguei para o mundo, passei a me sentir indigna de entrar na igreja, pois sentia vergonha das coisas erradas que praticava.

E ler, ouvir versículos e pregação da Bíblia Sagrada, me incomodava ainda mais, porque eles me faziam sentir acusada e era como uma 2º advertência dos meus pecados e que não queria reconhecer, pois não sentia arrependimento.

Infelizmente tive que me entregar para o mundo para perceber que nada daquilo que vivia era capaz de saciar o vazio profundo que sentia, as pessoas me viam sorrindo entre drinks e dança, mas por dentro sentia uma profunda tristeza, uma sensação de vazio muito grande.

Foi em meio a profunda dor e visualização do filme da minha vida, que me dei conta do quanto era miserável e desejei morrer, mas lembrei do meu avô me ensinando sobre o que poderia acontecer com quem cometia suicídio, então me humilhei diante de Deus e pedi socorro e Deus e Jesus Cristo vieram ao meu encontro e a partir daí tudo mudou: o vazio foi preenchido pelo Espírito Santo e a vontade de servir a Deus e Jesus Cristo tem crescido mais e mais dentro de mim.

Sou tão grata por tudo e a vontade de servi-los é tão grande que faço questão e me esforço para escrever e falar sobre Deus e Jesus Cristo, para quem quiser ler e ouvir. E finalmente compreendo porque aquelas pessoas dedicam seu tempo para pregar a palavra de Deus.

E você, por que sente raiva ou irado, diante da palavra de Deus?

Eu reafirmo, existe somente uma verdade. Desejo e oro para que você e toda humanidade se arrependa dos pecados, consiga ver que o mundo é cheio de ilusões e que principalmente possa encontrar o caminho da luz, através de Jesus Cristo.

Que Deus te abençoe 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s