Deus e o livre-arbítrio

Quem nunca passou por um ou vários momentos de rebeldia, com certeza, já presenciou a rebeldia de alguém.

Tem criança que parece que nasceu rebelde, outras que se comportam bem durante toda infância, mas quando chega na adolescência…ninguém aguenta, nem ela mesmo!

Fui uma criança quieta, inclusive acredito que meus pais nunca tiveram nenhuma reclamação de professores ao meu respeito. Por outro lado, ouvi algumas primas dizerem que eu não tinha muita papa na língua, falava tudo que vinha na cabeça, mas não me lembro desse comportamento.

Tornei-me rebelde na adolescência, queria ser dona do meu nariz, viver minha própria vida, sem ter que dar satisfação para ninguém. Ter minha casa, trabalhar, viver sozinha… Desejos muito comuns pela maioria dos adolescentes em plena rebeldia!

A adolescência foi uma fase muito difícil para mim, questionava o mundo, questionava a existência de Deus…

São tantas coisas ruins acontecendo ao nosso redor e até com a gente mesmo, que acaba abalando a esperança que temos de um mundo melhor e quando não temos resposta imediatas ao nossos questionamentos, nos rebelamos contra Deus também.

Um dos questionamentos que fazia e que vejo muitos rebeldes  fazerem é  se Deus existe, por que ele não acaba com todo o mal que existe no mundo, por que ele permite tais coisas?

Demorou um bom tempo para conseguir compreender e a resposta está no livre arbítrio. Quando você entende o livre arbítrio, você compreende porque as coisas são desta maneira.

Você sabe o que é livre arbítrio?

Pesquisei no Google, que me trouxe a seguinte explicação a partir do site Wikipédia:

Livre-arbítrio ou livre-alvedrio são expressões que denotam a vontade livre de escolha, as decisões livres. O livre-arbítrio é a capacidade de escolha pela vontade humana. O livre-arbítrio também pode ser uma crença religiosa que defende que a pessoa tem o poder de decidir as suas ações e pensamentos segundo o seu próprio desejo, crença e/ou valores da morte.

A pessoa que faz uma livre escolha pode se basear numa análise relacionada ao meio ou não, e a escolha que é feita pelo agente pode resultar em ações para beneficiá-lo ou não.

Depois que compreendi  o livre arbítrio, pedi perdão a Deus, por toda minha rebeldia e ele com todo seu amor, benevolência e misericórdia me perdoou e pouco a pouco venho conhecendo a verdade.

Uma colega de trabalho muito querida me emprestou o livro O homem mais feliz da história do autor Augusto Cury e existe um trecho no livro que ele aborda justamente esse ponto, pessoas que duvidam da existência de Deus, devido às coisas ruins que acontecem no mundo.  E o personagem do livro, chamado Marco Polo, responde da seguinte forma:

Deus existe, mas não pode intervir na humanidade como todos queríamos que interviesse, pois dotou o ser humano de capacidade de escolha para tomar decisões e se tornar autor da própria história e senhor do próprio destino. Se ele intervier, torna o ser humano um servo, um escravo, controlado por sua vontade. Nesse caso, teria bajuladores, não amigos, serviçais, não filhos que o amariam, pois o amor só nasce no terreno da liberdade plena.

Pais que superprotegem os filhos, além de lhes asfixiar a liberdade, nunca saberão se eles os amam de verdade ou se estão próximos  deles por interesse.

Se Deus interviesse a cada momento que desejássemos, se a um simples pedido ou oração ele solucionasse nossas mazelas, seríamos viciados no que ele tem, não no que ele é.

Nesse caso, Deus cairia numa armadilha. Os homens seriam deuses, enquanto Deus seria um servo dos homens. Página 229.

E aí, conseguiram compreender? Senti de compartilhar isso com vocês, espero que possa de alguma maneira tocá-los.

Deus é maravilhoso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s